sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

HERBÁRIO - O que é um herbário escolar?

HERBÁRIO - O que é um herbário escolar?

Alunos têm problemas de incompreensão de vocabulário na Biologia como um todo, mas como é apontado o excesso técnico de informação nas aulas de Botânica por Krasilchik (2004) na página 56,
agregado a falta de interação professor-aluno, principalmente pela  escassez de dinâmicas que explorem o universo do conhecimento de modo a constituir verdadeiramente uma ponte de ligação entre a atividade, o ensino e a aprendizagem-alvo, a ação pedagógica de sala de aula torna-se falha, pois não consegue estabelecer a conexão necessária para superar o problema em questão.

As atividades sugeridas nesta unidade didática estabelecida no Conteúdo Estruturante Biodiversidade permitirão diferentes abordagens no universo da disciplina de Biologia, relacionando diversos  conhecimentos específicos com outras áreas do conhecimento e mesmo dentro da própria Botânica. Assim, os professores da rede estadual de ensino terão autonomia para adequá-lo a sua realidade local, usufruindo da etnobotânica para priorizar o desenvolvimento de conceitos científicos produzidos, bem como conduzir para o aprendizado, para a reflexão e apropriação destes.

Um herbário cumpre a função científica de preservar e acondicionar as coleções de plantas  evidamente coletadas para estudo, identificação e classificação de exemplares que após os procedimentos de  herborização são incorporados à coleção, passando a receber a denominação de exsicatas (plantas desidratadas por técnica de herborização que apresenta dados de descrição morfológicos,
acompanhados de ficha de informações sobre o local da coleta e do coletor da espécie).

Muitas pesquisas podem ser originadas da criação de um herbário, pois além de ramos de plantas desidratados por procedimentos técnicos de secagem e fixação, os mesmos possuem fichas de
identificação muito preciosas para a ciência, contendo informações que preservarão as características de descrição morfológica, anatômica, fisiológica e da região de localização do espécime. Esses dados possuem subsídios para retratar a geografia da região e inclusive permitir que outros pesquisadores da área Botânica possam re-visitar o local quando se tratar de espécimes raros ou ameaçados de extinção (processo bastante natural na conjuntura). No entanto, para a finalidade didática, um herbário 
pode desempenhar um papel importantíssimo no processo de aprendizagem de termos técnicos botânicos, pois o desenvolvimento de práticas motivadoras diferenciadas para as aulas conteúdistas caracteriza um contraponto dialético entre a teoria e a prática e associação entre as duas, o que possibilitará ao professor do ensino de Biologia uma exploração do conteúdo da Botânica de forma mais aplicada e significativa para o aluno.

A partir do herbário objetiva-se estudar os seguintes pontos dentro da botânica:

- Montagem de Herbário Escolar para fins didáticos.

- Sistemática das plantas na Botânica.

- Criação de chaves dicotômicas para uso nas atividades propostas na unidade.

- Uso de chaves dicotômicas para a identificação de estruturas das plantas, através do reconhecimento das peças in vivo.

- Organização de Herbário Escolar por desenvolvimento de procedimentos de herborização, envolvendo coleta, preparação e manutenção da coleção.

- Aplicação dos recursos para a exploração da etnobotânica.

O Herbário Escolar, sob o ponto de vista didático, é um recurso  que permitirá ao professor fazer todas as adaptações necessárias ao suprimento da sua particularidade ou necessidade local, sob essa ótica, espera-se que as atividades sugeridas não sejam consideradas como obrigatoriedade a ser seguida, mas sim um fio condutor para engrenar a proposta pedagógica.

Fonte: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1675-6.pdf?PHPSESSID=2010010708155290

Nenhum comentário:

Postar um comentário